Hulk perde gol no Atlético-MG e sofre rara substituição; Cuca dá respaldo: “Confio totalmente”

O Atlético-MG venceu o Coritiba nos últimos segundos da partida. Um gol salvador de Alan Kardec, bastante comemorado pelo atacante Hulk no banco de reservas. Uma imagem rara no Galo. O seu principal jogador acabou sacado aos 20 minutos do segundo tempo.Era um drama. O Atlético conseguia neutralizar os ataques do Coxa, mas parava em Alex Muralha ou em falhas ofensivas. Uma delas foi na finalização de Hulk. O atacante recebeu um “presente” de Egídio, deixou o zagueiro Luciano Castán para trás, e tocou de cavadinha na saída do goleiro. Mas para fora.Um erro incomum para o artilheiro do Atlético, com 24 gols na temporada. A fase não é das melhores, ele sabe. Pouco depois, o jogador seria substituído por Alan Kardec. Foi a substituição mais “rápida” de Hulk pelo Atlético desde setembro de 2021.

Aos 18 minutos do segundo tempo contra o Sport, pelo Brasileiro no ano passado, o Galo venceu o Sport por 3 a 0 no Mineirão, e o camisa 7 deixou o jogo mais cedo, até para ser poupado para enfrentar o Palmeiras na Libertadores.

No banco de reservas no Couto Pereira, Hulk chegou a ser flagrado pelas câmeras do Premiere em semblante fechado, com cara de desolado. O Atlético parecia ficar no “quase”. Então, eis a jogada de Nacho na linha de fundo, para o gol de Alan Kardec aos 48 minutos. Cuca, na coletiva de imprensa, explicou sobre a troca:- Primeiro eu confio totalmente no Hulk. Sei que ele vai retomar o caminho dos gols. É questão de tempo, treinamento. Vamos ajudá-lo. E o jogo pediu aquilo (entrada do Kardec). Pensei no coletivo, e o Hulk é um cara coletivo. Vibrou como se o gol fosse dele.Antes, porém, quando foi substituído, Hulk virou alvo de provocações e vandalismo da torcida do Coritiba. No relato da transmissão, o atacante perdeu a paciência e foi tirar satisfação, sendo contido por Cuca e pelos companheiros. Após o fim do jogo, a assessoria de imprensa do atacante explicou que ele recebeu arremessos de bebidas dos torcedores coxas brancas. A situação não foi relatada na súmula do jogo.

“Jogaram ali, acho que foi cerveja, uns falaram que era xixi. Mas fizeram registros. É algo perigoso, pode machucar” (Hulk)

Hulk tem 24 gols em 38 jogos na atual temporada. Seu último gol foi contra o Palmeiras, na partida de ida das quartas de final da Libertadores, em cobrança de pênalti. Havia ficado em jejum de cinco jogos. Havia feito também gol de pênalti contra o Emelec, no início de julho. Seu último gol de bola rolando foi diante do Flamengo, na Copa do Brasil, em belo chute de cobertura, em 22 de junho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Faça seu pedido